winner_logo__horizontal_l-1mob-1

Coisas que você precisa saber sobre a gramática inglesa

Coisas que você precisa saber sobre a gramática inglesa

A língua inglesa é muito diferente do português, até mesmo em sua origem. Começando pelo fato das línguas serem derivadas de fontes completamente diferentes. A língua inglesa se derivou principalmente de antigas línguas germânicas, enquanto a língua portuguesa derivou-se principalmente de línguas latinas.

Na diferenciação, poucas coisas são compartilhadas entre essas línguas, dentre elas o alfabeto que a um certo tempo foi unificado. Diferenciar a língua pode auxiliar bastante no aprendizado para não misturar os dois idiomas.

1. Como se faz perguntas

A construção de perguntas em português é diferente da construção em inglês. Em português, a principal mudança na construção é somente na entonação da frase, então somente a interrogação que define uma pergunta em nosso idioma. Já em inglês, verbos auxiliares são usados para fazer a pergunta desejada.

Exemplo: “Do you like to learn english?”, o “Do” no começo da frase indica o começo de uma pergunta. Esse é um ponto da gramática inglesa bem diferente da nossa, que nos permite ver melhor a utilização de verbos durante perguntas.

2. Adverbos são muito mais usados em inglês

Advérbios tem uma frequência absurda na língua inglesa, sendo usados muito mais frequente que no nosso idioma. Enquanto falamos “ele corre rápido”, em inglês não falamos “he runs quick” mas sim “he runs quickly”.


A adjverbiação é bem mais frequente nesse idioma, mas também é fácil identificar os advérbios, a maior parte segue regras fixas de terminação da palavra da gramática inglesa.

3. Sons de vogais

Coisas que você precisa saber sobre a gramática inglesaNa gramática inglesa, temos o mesmo número de letras que representam as vogais que na gramática da língua portuguesa. Além disso, na nossa língua, duas letras foram adicionadas que possuem sons vocálicos, mas não são consideradas vogais, sendo elas o “Y” e o “W”, duas letras muito usadas em língua inglesa.

Apesar disso, ao todo na língua portuguesa temos ao todo 9 sons vocálicos possíveis, além e 6 ditongos (sons vocálicos unidos). Em compensação, na gramática inglesa existem ao todo cerca de 20 sons vocálicos, um número absurdamente maior que da língua portuguesa.

As letras “Y” e “W” são muito frequentes na língua inglesa. A frase “Yes, you can” demonstra que o som do “Y” é semelhante ao do “i”, porém um pouco mais delongado, pendendo a vogal seguinte. Porém, no fim de do “Y” pode ser semelhante a palavra “eye”.

Já para a letra “W”, o nome em inglês dela é “double u”, ou dois “us”. Pelo nome já se percebe que o som dela é semelhante ao “u” porém novamente um pouco mais delongado. É também uma letra muito usada, como temos em praticamente todas as palavras que marcam as perguntas básicas da língua inglesa “Where, why, when, who and what”.

4. Número de preposições

Preposições são também muito usadas e presentes na gramática inglesa. Tão mais usadas, que apesar de no português só termos algumas poucas preposições, na língua inglesa é possível facilmente encontrar mais de 70 preposições frequentes na língua.

Percebe-se que a gramática inglesa se difere muito, da língua portuguesa, desde sua língua base, até a sonoridade da língua. Ver essa diferenciação auxilia muito no aprendizado da língua.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.